Work in progress no estúdio V

Chegaram! Dois caminhões pararam a rua em um pacato sábado pela manhã.

Não deu pra ser discreto nesta etapa, toda a vizinhança ficou olhando…

Be careful guys!

Primeira máquina entregue.

A próxima, por favor ;)

Agora, olhado as fotos parece que foi fácil, mas a cada declive da calçada parecia que a máquina iria tombar.

Todas as portas foram desmontadas para o pallet passar com a máquina.

O carro palet entrou no estúdio.

Não é um objeto que se pode mudar de lugar a qualquer hora, por isso, tivemos que acertar o lugar da Heidy corretamente.

Mais uma etapa concluída! Próximo passo, limpar as máquinas, baixá-las, pintar a bandeja, montar as mesas, arrumar a iluminação, …

Continua.

Work in progress no estúdio IV

Heidy pronta para partir.

Quando foi adquirida, contratamos um caminhão guincho para buscá-la (veja fotos aqui), mas desta vez foi diferente. Contamos com o help do pai do Aleph. O trabalho ocorreu com uma empilhadeira e tudo foi mais prático.

Parece que é leve, mas esta belezura tem 2 toneladas de pura fofura. Antes de colocá-la no caminhão, foi preciso levantá-la do chão.

O dia de sol também ajudou.

As duas máquinas de tipografia estão prontas para uma curta viagem de 7 km entre o antigo e o novo estúdio.

Novo estúdio: tudo pronto para recebê-las.

Vem logo, vem! ;)

 

Work in progress no estúdio III

Quando nós achávamos que o trabalho pesado já tinha acabado… ele se repetia!
Próxima etapa: a mudança. Começamos levando as gavetas dos cavaletes. Fizemos umas 7 viagens como esta com o carro cheio. Imagina o peso de tudo isso? Acredite, é muito pesado!

Primeiras gavetas. ;)

As nossas colunas… coitadas! Ficamos um caco depois de levantar tanto peso. :/ E isso era só o começo.

Os cavaletes vieram depois, num reboque. Tá ficando bonito, né não?! :D

Continua com a mudança das máquinas…

Work in progress no estúdio II

Continuamos a reforma DIY no estúdio de tipografia. Você já teve ter visto fotos mais atualizadas em nossa Fanpage, Flickr ou Instagram, entretanto o arquivo registrado aqui é necessário para dimensionarmos todo o trabalho.
Depois de pintarmos as paredes, a próxima missão era direcionada para o chão. Repare como o chão estava feio. O antigo locatário era um soldador, o que explica o motivo de tantas marcas.

Ainda tínhamos muito trabalho pela frente…

Yess, chão prontinho! Próxima etapa: entrar com os objetos. E para começar, um toque muito especial e lembrança da infância… um tapete herdado e trazido lá de Rio Negrinho da antiga casa de minha mãe. A casa foi vendida, e assim como a geladeira Frigidaire, e a mesa de costura, estes objetos com valor afetivo farão parte do estúdio da Corrupiola.

Clique na categoria “Estudio” ao lado e você verá todas as etapas desta aventura! ;)

 

 

I [heart] Stationary

Já havíamos divulgado nossa presença no livro [I heart Stationary], da escritora Charlotte Rivers, publicado pela editora britânica Rotovision no começo do ano passado. Mas até então, ainda não tínhamos adquirido o nosso exemplar. A surpresa foi boa, o livro é maravilhoso. Estar ao lado de tantos talentos da papelaria artesanal nos dá muito orgulho. E ficamos mais surpresos quando vimos nossas fotos nas aberturas, ilustrando os processos de impressão de dois capítulos do livro.

Compartilhamos aqui algumas páginas com vocês. Na página da direita, fotos do nosso processo de impressão em serigrafia dos Love Cats by Thereza Rowe.

Os fotolitos na foto abaixo à esquerda são do trabalho Love Cats. Em nosso Flickr você acompanha o processo completo deste trabalho.

Wow, página dupla! Bom demais. :))

Abaixo, “Corrupiola and Thereza Rowe”.

Aparecemos mais uma vez na abertura do processo tipográfico. Fotos do nosso Corrupio Bold.

A foto maior abaixo também é nossa, entintando a chapa do Corrupio tipográfico Aqui!?.

E por último e não menos importante, uma página sobre o nosso trabalho com tipografia.

O livro está à venda na Amazon.com.