literárias

“Mantenham-se famintos. Mantenham-se tolos.”

Ontem perdemos um gênio e um ídolo. Assim como nós, milhares de designers começaram suas vidas profissionais com um Macintosh.

Minha vida com Macintosh começou  num Performa 6400, Quadra 800, (ui, eu usava Syquest!) depois veio o Quadra 900, Power Macintosh G3, Power Mac G4, G5. Sonho de consumo de todo designer, minha vontade era ter um computador em casa e quando surgiram os inesquecíveis iMacs coloridos, não pude conter minha ansiedade. Não sabia qual cor escolher, a vontade era ter um de cada! Fiz um financiamento no banco e comprei meu primeiro iMac G3 em 2001. Era caro, lembro que foram dois anos pagando as prestações. Valeu à pena, depois de 10 anos ele ainda funciona com todos os programas instalados, mas sem uso prático porque depois dele vieram outras macpaixões e minha vida continuou, sempre ao lado de um Macintosh.

Steve Jobs continuará fazendo parte da minha vida.

“É preciso encontrar o que você ama”. (Steve Jobs, 1955 – 2011)

Visitante bem acompanhado

Mais uma visita em nosso atelier e desta vez, muito bem acompanhado! ;)

ALLAH-LÁ-Ô

Allah-lá-ô, ô ô ô ô ô ô / Mas que calor, ô ô ô ô ô ô
Atravessamos o deserto do Saara / O sol estava quente / Queimou a nossa cara

Viemos do Egito / E muitas vezes / Nós tivemos que rezar
Allah! allah! allah, meu bom allah! Mande água pra ioiô
Mande água pra iaiá / Allah! meu bom allah

(Marchinha de Haroldo Lobo-Nássara, 1940)

Cairemos na folia e voltaremos somente no dia 14 de março. Até logo! :)

Bom Carnaval a todos!!! Allah-lá-ô, ô ô ô ô ô ô…

Passeio em Curitiba

Na última quinta-feira fomos para Curitiba e além do encontro familiar (irmã, cunhado e sobrinha), encontramos o @7UC4 do blog o leitor comum. Nosso ponto de encontro foi a Paperlab e de lá seguimos para o Mestre-Cervejeiro, um bistrô bem ao lado da Paperlab, na rua Coronel Dulcídio.

Passamos a tarde chuvosa em companhia agradabilíssima em um lugar apropriado para quem curte uma boa cerveja artesanal nacional ou importada. E o nosso paladar foi agraciado pela descoberta de uma ótima cerveja nacional de Ribeirão Preto (Demoiselle) da Cervejaria Colorado, com um sabor de café incrível.

Logo depois saímos apressados em direção à Itiban, uma loja inteira dedicada às HQs. Quando chegamos a loja estava fechando e tivemos tempo apenas para comprar um calendário Pindura 2011, um livro Candyland, e é claro pegar o livro ‘Ordinário’ do Rafael Sica que o Aleph ganhou no sorteio do lançamento.

Novamente pegamos muita chuva e o Tuca nos levou até o centro da cidade. Depois de uma rápida visita à Biblioteca Pública do Paraná, fomos até o Paço da Liberdade.

Que lugar incrível! Na época em que morei em Curitiba (93 a 97) este espaço estava completamente abandonado e fiquei feliz ao vê-lo todo restaurado, lindo e imponente.

Há salas para exposições, concertos e no térreo uma deliciosa cafeteria.

E assim terminamos o nosso dia em Curitiba, felizes por conhecer o Tuca e também por estar em Curitiba, uma cidade que gostamos muito.

Palavra escrita

Um livro, presume-se, deve durar.” (Jan Tschichold)

Bom final de semana!
Ps: e faremos o possível para finalmente lançar os Corrupios com capa dura na próxima semana. :)

10.10.2010

Um dia perfeito para passear.  :D

Na Serra Dona Francisca, em Santa Catarina.

Fora do lugar

Para os que descansam, bom descanso.
Para os que trabalham, bom trabalho. :)

Inspiring holiday

Aproveitamos o feriado para recarregar as baterias.

Para coletar cores, texturas…

e contrastes.

Observar outros ofícios.

Com nuvens carregadas de umidade.

São Francisco do Sul – Santa Catarina – Brasil.

Buraco de pontos

Um ponto, dois pontos e formou-se o ponto.

Bom domingo! :)

Passeio de domingo

Iupiii, amanhã estaremos nesta paisagem. Subiremos a Serra para curtir amigos e o frio do Inverno!

Bom final de semana… :)

Nossos visitantes

A Corrupiola tem dois quartéis generais, um em nosso apartamento no oitavo andar, no meio de uma cidade que cresce cada vez mais rápido e onde a maior parte do que vemos pela janela é concreto e outro a sete quilômetros de distância, em um local mais calmo e cercado com um pouco de verde. No primeiro espaço executamos as tarefas mais leves, como dobrar papéis; prensar e guilhotinar os Corrupios; interagir com nossos clientes e preparar as encomendas para viagem. Enquanto em nosso atelier trabalhamos com as impressões em serigrafia e tipografia.

E é nesse espaço cercado por verde que eventualmente recebemos a visita de companheiros inesperados, que vem verificar o nosso trabalho e averiguar quem são esses invasores gigantes e bípedes. Alguns são mais conhecidos, como as formigas e lagartixas, enquanto outros são mais exóticos e imponentes, como Jarbas, esse inseto com um grande “bigode” ou Parangolé com as patas traseiras e o abdômen decorado. Entrando no jardim encontramos também as lagartas devorando as folhas de couve para depois recolherem-se em seus casulos e tornarem-se borboletas. Alimentando-se das folhas também estão os pulgões e descansando ao sol está Rubens, a mosca. Por último temos a lagartixa Mafalda e o percevejo Juvenal e a cigarra Letícia, com as gavetas tipográficas ao fundo. E são eles que nos vigiam dia e noite, com seus olhos répteis ou insectóides e multifacetados. Enquanto isso nossos olhos mamíferos se concentram na maneira como a tinta escorre no papel e na profundidade do relevo da tipografia.

Lançamento: os nano Corrupios

Nano é a designação de algo muito pequeno e segundo a Wikipedia “a nanotecnologia está associada a diversas áreas de pesquisa e produção na escala nano (escala atômica). O princípio básico da nanotecnologia é a construção de estruturas e novos materiais a partir dos átomos (os tijolos básicos da natureza).”

Sempre gostamos de pequenos objetos e depois dos mini-mini corrupios e dos micro corrupios, pensávamos em lançar um modelo ainda menor de Corrupios. Os micro Corrupios eram nosso recorde, com poucas dezenas de milímetros de tamanho, mas ainda não estávamos satisfeitos com a redução e resolvemos pesquisar uma maneira de lançar algo inovador. Descobrimos que os menores livros do mundo eram muito menores que nossos micro corrupios e precisávamos tomar uma medida drástica para marcar nossa posição na história.

Então, surgiu a idéia dos nano corrupios, que seriam Corrupios tão pequenos que não poderiam ser observados a olho nu. A nano tecnologia existe e atualmente é acessível a qualquer cidadão comum que esteja disposto a desembolsar alguns trocados para comprar um microscópio como este da foto ao lado. Apesar de não ser um microscópio atômico, é fácil adaptar um acelerador de hádrons portátil a ele, com simples objetos do dia a dia como tubos de caneta, papel alumínio, alfinetes e outros materiais.

Após montar nosso microscópio adaptado e instalar um software opensource para conectá-lo ao computador, contactamos o físico Adriano Cavalcanti, CEO da Center for Automation in Nanobiotech, um centro de estudo em nanotecnologia robótica que nos ajudou a projetar um nano livro que tivesse poucos átomos de comprimento e largura: nasciam assim, os nano corrupios.

Nas imagens abaixo, você pode conferir um pouco do processo. O esquema inicial é uma maquete eletrônica do microscópio adaptado. As linhas azuis são os alfinetes e aquela parte verde são os Corrupios sendo montados, átomo por átomo com ajuda de uma pinça. Na imagem ao lado à direita, temos algo como um agrupamento de várias bolinhas, que na verdade são átomos e a estrutura é o nano corrupio.

Para você ter uma idéia do tamanho,  esta pequena estrutura abaixo é uma fornada de nano Corrupios e nessa pequena “placa de Petri” temos nada menos do que 20.000 nano Corrupios.


E agora que estão prontos, falta apenas embalá-los e estarão preparados para viagem. Não perca tempo, apesar da grande tiragem deste modelo, os nano Corrupios são extremamente voláteis e não podemos garantir o estoque por muito tempo. Hoje estamos fazendo a pré-venda para este modelo e basta você deixar um comentário neste post para reservar o seu. :)

Atualizado em 3 de abril, 2010: o estoque desse modelo já acabou e nossos leitores, clientes e amigos já perceberam que era um post de 1º de abril ;)  Se alguém não gostou da piada e esperava incluir em sua coleção um nano Corrupio, pedimos desculpas. Por enquanto este modelo não está em nossos planos, mas podemos garantir que temos muitas outras ideias mirabolantes loucas para entrarem em ação! Abraços e obrigado por participar da brincadeira.

Guardião de Corrupios

Ele esteve bem atarefado em dezembro…

e agora está folgado com o estoque vazio. Tudo bem, ele mereceu férias…
porém, um aviso:
estamos trabalhando para suprir o estoque e manter nosso guardião em alerta!

shopping basket 0 items

Carrinho de Compras

0

Seu carrinho de compras está vazio

Visite nossa loja